lampada_pld-site

Comunicado

A Copel Comercialização S.A. comunica que assinou, com o BBCE - Balcão Brasileiro de Comercialização de Energia S.A., o Termo de Adesão à Plataforma BBCE e, desse modo, a partir da publicação deste no Diário Oficial do Estado do Paraná, passará a comercializar energia naquele ambiente.

Mundo-mobile

O Mercado Livre

O mercado de energia elétrica é dividido em dois ambientes o ACR - Ambiente de Contratação Regulada - e o ACL - Ambiente de Contratação Livre.

O ACR é o ambiente de contratação comum a maioria das pessoas e empresas, este ambiente tem suas tarifas fixadas pela ANEEL e não permite a negociação entre o distribuidor de energia e o consumidor de energia.

O ACL, também conhecido como mercado livre de energia, é o ambiente onde os preços da energia são negociados entre o vendedor e o consumidor de energia. Este mercado permite que os consumidores escolham livremente seus fornecedores de energia, exercendo o direito à portabilidade de sua conta de luz.

Mercado Livre

Quem pode ser livre?

Se você possuir uma demanda contratada com a sua distribuidora de no mínimo 3.000 kW e sua conexão à rede elétrica for posterior a 7 de julho de 1995, você pode tornar-se Consumidor Livre, adquirir energia no mercado livre e escolher seu fornecedor.

A partir de 1º de janeiro de 2019, todos os consumidores com demanda contratada acima de 3.000 kW, independente da data de conexão com a rede elétrica, poderão adquirir energia no mercado livre e escolher seu fornecedor.

Se esse não for o seu caso, mas se você possuir uma demanda contratada com a sua distribuidora de no mínimo 500 kW, você pode tornar-se Consumidor Especial, adquirir energia no mercado livre e escolher seu fornecedor. Mas é importante lembrar que o seu fornecedor deve entregar Energia Incentivada, produzida por usinas eólicas, solares, a biomassa, ou hidroelétricas de potência inferior ou igual a 50.000 kW.

Vantagens em ser Consumidor Livre

  • Liberdade para negociar o preço da energia, e demais condições contratuais, podendo escolher seu parceiro comercial e a fonte desejada;
  • Vantagens em relação à tarifa de energia fixada pela ANEEL;
  • Liberdade de compra de volumes de energia adequados ao seu perfil de consumo;
  • Transações celebradas através de contratos bilaterais, com opção para contratação de curto, médio e longo prazo;
  • Aquisição de energia adicional;
  • Índices de reajuste contratual previamente acordados;
  • O mercado competitivo promove a redução de preços e o aumento da eficiência, o que possibilita uma diminuição dos gastos com eletricidade;
  • Segurança e conhecimento do preço da energia ao longo de todo o contrato.

Requisitos para Migração para o Mercado Livre

Medição

É necessário que o consumidor faça uma adequação nos medidores de acordo com o padrão especificado pela CCEE. É necessária a instalação do sistema de telemetria que permita a aquisição remota de dados de medição pela CCEE.

Previsão de Consumo e Riscos Associados

A capacidade de previsão de consumo de energia adequada é fundamental para que o consumidor não fique com excesso ou déficit de energia, o que pode deixar o consumidor exposto aos preços do mercado de curto prazo.

Aporte de Garantias

É obrigatório o aporte de garantias financeiras junto a CCEE e junto ao seu fornecedor de energia.

Participação na CCEE

Todo consumidor do mercado livre precisa ser agente da CCEE, ou deve ser representado por um comercializador varejista. Essa é uma atividade que requer conhecimentos específicos e prazos rigorosos. A Copel Energia presta o serviço de representação na CCEE entre outros para maior comodidade para o cliente.

A Copel Energia

A Comercializadora de Energia com a Força e Segurança do Grupo Copel.

Usina Hidrelétrica Gov. Ney Braga - 
Segredo

A Copel Energia nasceu como uma subsidiária integral da Companhia Paranaense de Energia - Copel. O Grupo conta também, com empresas de Geração, Transmissão Distribuição e Telecomunicação. A experiência adquirida nesses diversos negócios rendeu ao longo dos anos o amplo reconhecimento dos agentes do mercado de energia que solidificou a marca Copel como uma empresa líder no setor elétrico nacional.

Ciente de nossa responsabilidade, temos como missão comercializar energia e prover soluções para o mercado livre de maneira a proporcionar o desenvolvimento do setor com sustentabilidade.

Nosso diferencial é fortemente calcado na criação de valor para o cliente, proporcionando segurança no ambiente de comercialização livre de energia bem como a prestação de serviços agregados que resultem na redução dos custos de energia para nossos clientes e a maximização da receita para nossos parceiros geradores.

Para tanto, dispomos de um corpo técnico qualificado e experiente, permanentemente dedicado a encontrar soluções criativas, seguras e eficazes.

Alguns dos nossos clientes

Logo 
Aguativa Logo 
AMAFIL Logo Araucária Logo 
Baterax Logo Castrolanda Logo Circuibrás Logo 
COCARI Logo 
Cruzeiro Logo Frango Granejeiro Logo Frigodasko Logo 
Frísia Logo Integrada Logo 
Júpiter Logo 
Lactec Logo Lar Logo LCA Logo Mocelim Logo MRBS Logo Pedreira Expressa Logo 
Pinduca Logo 
Praxair Logo Grupo Risotolândia Logo Sulamericana Logo 
Unipar

Produtos e Serviços

Copel Energia Eficiência e Solidez

Apoiada pelo elevado conhecimento do setor a Copel Energia verifica as melhores condições de migração para o mercado livre, tendo como premissa:

A nossa experiência mostra que o novo modelo estrutural preconizado pela Copel Energia busca a parceira nos resultados e maior eficiência e mais rentabilidade para o cliente.


Comercialização de Energia

  • Compra e venda de energia convencional e incentivada para consumidores, produtores e comercializadores, com várias opções contratuais:
  • Flexibilidades mensais;
  • Garantia de economia em relação à tarifa do mercado cativo;
  • Contratos de curto, médio e longo prazos;
  • Preços fixos ou atrelados ao PLD.
  • Swaps de energia entre submercados, períodos e modalidades;
  • Opções e operações estruturadas.

Serviços para Consumidores

  • Análise da viabilidade e suporte na migração para o mercado livre;
  • Suporte, adesão e representação junto à CCEE;
  • Suporte na adequação do sistema de medição de energia;
  • Suporte na celebração dos contratos de uso de demanda com a Distribuidora;
  • Validação da medição, contabilização e liquidação da CCEE para evitar sobrecustos e penalidades;
  • Monitoramento e controle do consumo, demanda e fator de potência;
  • Suporte para aporte das garantias financeiras na CCEE e para os contratos de energia;
  • Assessoria para a compra de energia;
  • Realização de leilões de compra de energia;
  • Relatórios gerenciais sobre a economia em relação ao mercado cativo.


Serviços para Geradores

  • Suporte à adesão e representação junto à CCEE;
  • Suporte na adequação do sistema de medição de energia;
  • Suporte na celebração dos contratos de uso de demanda com a Disitribuidora;
  • Validação da medição, contabilização e liquidação da CCEE para evitar sobrecustos e penalidades;
  • Monitoramento da energia gerada e do lastro de garantia física;
  • Suporte para aporte das garantias financeiras na CCEE;
  • Assessoria para a venda de energia no mercado livre ou no mercado regulado;
  • Realização de leilões de venda de energia;
  • Consultoria regulatória e comercial.

Leilões de Energia


Comunicado

A Copel Comercialização S.A. comunica que assinou, com o BBCE - Balcão Brasileiro de Comercialização de Energia S.A., o Termo de Adesão à Plataforma BBCE e, desse modo, a partir da publicação deste no Diário Oficial do Estado do Paraná, passará a comercializar energia naquele ambiente.

Preços Mercado Livre - Copel Energia

O preço PLD médio sofreu uma elevação de 3% no submercado SE/CO atingindo o valor de R$ 179,42/MWh, uma elevação de 17% no SUL atingindo o valor de R$ 178,50/MWh, uma elevação de 0,1% no Nordeste atingindo o valor de R$ 176,50 e uma redução no Norte de 49% atingindo o valor de R$ 40,16 para a segunda semana operativa do mês de fevereiro/18.

A elevação no submercado SE/CO ocorreu devido a revisão na previsão das vazões para fevereiro/2018 ficando em 80% da MLT para todo SIN e 85% para a região SE/CO.

Nossa expectativa para o PLD médio mensal de fevereiro/2018 para o submercado Sudeste/Centro-Oeste é que fique em torno de R$ 186/MWh.

De acordo com nossas análises, nesta semana, para o produto de 2018, o preço médio de comercialização para a energia convencional deve girar em torno de R$ 210/MWh e a energia incentivada em torno de R$ 273/MWh.

Copel Energia - (07.02.2018)


ONS: Consumo de energia deve crescer a uma taxa de 3,8%a.a até 2022

Segundo o ONS, o consumo deverá crescer a uma taxa de 3,8% ao ano até 2022. ?Espera-se que o consumo industrial no SIN nesse período observe taxa média de crescimento de 3,5% ao ano, influenciado, em especial, pela retomada gradual de alguns setores intensivos em energia, em especial do setor produtor de alumínio primário?, completou o operador. De acordo com o órgão, as classes residencial e comercial devem registrar taxas de crescimento de aproximadamente 4,0% ao ano. Para o período 2018-2022, as instituições preveem um crescimento da carga de 3,9% ao ano, significando uma expansão média anual de 2.784 megawatts (MW) médios. A expectativa é que a carga do SIN alcance 79.151 MW médios em 2022. Essas informações constam no boletim sobre o planejamento anual da operação energética para o período de 2018-2022, assinado conjuntamente com a EPE e a CCEE.

Fonte: Valor Econômico - 07.12.2017


Bandeiras tarifárias podem ser proibidas por projeto

Implementado em 2015, o sistema de bandeiras tarifárias permite o repasse ao consumidor final do custo extra das distribuidoras com a geração de energia. De acordo com a agência reguladora, esse sistema de tarifação objetiva sinalizar mensalmente aos consumidores quais são as reais condições de geração de energia elétrica, dando a eles a oportunidade de adaptar seu consumo. A ideia é de que a área energética passa por momento de dificuldade na produção e, portanto, precisa dividir os custos com os usuários. Porém, para o autor do projeto, o regime de bandeiras tarifárias é prejudicial ao consumidor. A proposta será analisada, em caráter conclusivo, pelas comissões de Defesa do Consumidor; de Minas e Energia; e de Constituição e Justiça e de Cidadania. (Agência Câmara - 01.02.2018)


Focus: Economia deve crescer 2,7% em 2018

Os economistas consultados pelo BC para sua pesquisa semanal Focus voltaram nesta segunda-feira (5) a elevar suas estimativas para o crescimento da economia brasileira em 2018. A mediana prevista é de 2,70%, mesmo número de duas semanas atrás, segundo os números coletados até sexta-feira (2) e divulgados hoje. No levantamento anterior, a projeção para a evolução do PIB neste ano havia recuado para 2,66%. Para 2019, as apostas foram mantidas em um crescimento de 3%. Outro número que teve alteração um pouco mais significativa foi a estimativa para inflação medida pelo IPCA em 12 meses: foi elevada de 4,01% para 4,04%. Para 2018, a mediana das projeções dos analistas sofreu um ajuste, de 3,95% para 3,94%. Para o ano que vem, as apostas para a inflação se mantiveram em 4,25%, segundo a Focus. Também ficaram na mesma as estimativas para a Selic: 6,75% no fim de 2018 e 8% no encerramento de 2019, entre os economistas em geral. Entre os analistas que mais acertam as projeções na pesquisa do Banco Central, os chamados "Top 5", as medianas das estimativas de médio prazo também foram mantidas: em 3,78% para o IPCA de 2018 e 4% para 2019, e em 6,50% para a Selic no fim deste ano e em 8% no próximo. (Valor Econômico - 05.02.2018)



Níveis dos reservatórios pelo Brasil

Os reservatórios do Nordeste apresentaram crescimento de 0,1% nos níveis em relação ao dia anterior e se encontram com 18% da capacidade, segundo dados do ONS relativos a última quinta-feira, 1º de fevereiro. A energia armazenada ficou em 9.316 MW mês no dia e a energia afluente está em 31% da média de longo termo armazenável acumulada no mês. A hidrelétrica Sobradinho apresenta 13,84% da sua capacidade. O Sul do país registrou elevação de 0,3% nos níveis e os reservatórios se encontram com 82,2% da capacidade. A energia armazenada no dia ficou em 16.512 MW mês e a energia afluente está em 153% da MLT. A usina de Passo Fundo opera com 73,72% da capacidade. Na região Norte os níveis aumentaram 0,6%, deixando os reservatórios com 32,9% da capacidade. A energia armazenada chegou a 4.954 MW mês e a ENA ficou em 54% da MLT. A hidrelétrica Tucuruí se encontra com 51,79% da capacidade. Já no submercado Sudeste/Centro-Oeste houve alteração positiva, com acréscimo de 0,2% nos níveis, e os reservatórios operam com 31,5% da capacidade. A energia armazenada está em 63.989 MW mês e a energia afluente em 72% da MLT. Furnas trabalha com 21,37% da capacidade e a usina Serra da Mesa, com 10,31%. (Agência Canal Energia - 02.02.2018) 

Fale Conosco

Deseja uma solução para controlar e reduzir seus custos com a eletricidade? Entre em contato conosco. Ao atuar no Mercado Livre é importante contar com um parceiro que oriente e facilite a migração para este ambiente e a operação na Câmara de Comercialização de Energia Elétrica - CCEE. Seja consumidor, gerador, ou concessionária, confie na Copel Energia.

Endereço: Rua Coronel Dulcídio, 800 - Batel - CEP 80.420-170 - Curitiba - PR
Fone: (41) 3310-5800
Email: comercializacao@copel.com