CopelEnergiaFundo2
lampada_pld-site

Comunicado

A Copel Comercialização S.A. comunica que assinou, com o BBCE - Balcão Brasileiro de Comercialização de Energia S.A., o Termo de Adesão à Plataforma BBCE e, desse modo, a partir da publicação deste no Diário Oficial do Estado do Paraná, passará a comercializar energia naquele ambiente.

Mundo-mobile

O Mercado Livre

O mercado de energia elétrica é dividido em dois ambientes o ACR - Ambiente de Contratação Regulada - e o ACL - Ambiente de Contratação Livre.

O ACR é o ambiente de contratação comum a maioria das pessoas e empresas, este ambiente tem suas tarifas fixadas pela ANEEL e não permite a negociação entre o distribuidor de energia e o consumidor de energia.

O ACL, também conhecido como mercado livre de energia, é o ambiente onde os preços da energia são negociados entre o vendedor e o consumidor de energia. Este mercado permite que os consumidores escolham livremente seus fornecedores de energia, exercendo o direito à portabilidade de sua conta de luz.

Mercado Livre

Quem pode ser livre?

Se você possuir uma demanda contratada com a sua distribuidora de no mínimo 3.000 kW e sua conexão à rede elétrica for posterior a 7 de julho de 1995, você pode tornar-se Consumidor Livre, adquirir energia no mercado livre e escolher seu fornecedor.

A partir de 1º de janeiro de 2019, todos os consumidores com demanda contratada acima de 3.000 kW, independente da data de conexão com a rede elétrica, poderão adquirir energia no mercado livre e escolher seu fornecedor.

Se esse não for o seu caso, mas se você possuir uma demanda contratada com a sua distribuidora de no mínimo 500 kW, você pode tornar-se Consumidor Especial, adquirir energia no mercado livre e escolher seu fornecedor. Mas é importante lembrar que o seu fornecedor deve entregar Energia Incentivada, produzida por usinas eólicas, solares, a biomassa, ou hidroelétricas de potência inferior ou igual a 50.000 kW.

Vantagens em ser Consumidor Livre

  • Liberdade para negociar o preço da energia, e demais condições contratuais, podendo escolher seu parceiro comercial e a fonte desejada;
  • Vantagens em relação à tarifa de energia fixada pela ANEEL;
  • Liberdade de compra de volumes de energia adequados ao seu perfil de consumo;
  • Transações celebradas através de contratos bilaterais, com opção para contratação de curto, médio e longo prazo;
  • Aquisição de energia adicional;
  • Índices de reajuste contratual previamente acordados;
  • O mercado competitivo promove a redução de preços e o aumento da eficiência, o que possibilita uma diminuição dos gastos com eletricidade;
  • Segurança e conhecimento do preço da energia ao longo de todo o contrato.

Requisitos para Migração para o Mercado Livre

Medição

É necessário que o consumidor faça uma adequação nos medidores de acordo com o padrão especificado pela CCEE. É necessária a instalação do sistema de telemetria que permita a aquisição remota de dados de medição pela CCEE.

Previsão de Consumo e Riscos Associados

A capacidade de previsão de consumo de energia adequada é fundamental para que o consumidor não fique com excesso ou déficit de energia, o que pode deixar o consumidor exposto aos preços do mercado de curto prazo.

Aporte de Garantias

É obrigatório o aporte de garantias financeiras junto a CCEE e junto ao seu fornecedor de energia.

Participação na CCEE

Todo consumidor do mercado livre precisa ser agente da CCEE, ou deve ser representado por um comercializador varejista. Essa é uma atividade que requer conhecimentos específicos e prazos rigorosos. A Copel Energia presta o serviço de representação na CCEE entre outros para maior comodidade para o cliente.

A Copel Energia

A Comercializadora de Energia com a Força e Segurança do Grupo Copel.

Usina Hidrelétrica Gov. Ney Braga - 
Segredo

A Copel Energia nasceu como uma subsidiária integral da Companhia Paranaense de Energia - Copel. O Grupo conta também, com empresas de Geração, Transmissão Distribuição e Telecomunicação. A experiência adquirida nesses diversos negócios rendeu ao longo dos anos o amplo reconhecimento dos agentes do mercado de energia que solidificou a marca Copel como uma empresa líder no setor elétrico nacional.

Ciente de nossa responsabilidade, temos como missão comercializar energia e prover soluções para o mercado livre de maneira a proporcionar o desenvolvimento do setor com sustentabilidade.

Nosso diferencial é fortemente calcado na criação de valor para o cliente, proporcionando segurança no ambiente de comercialização livre de energia bem como a prestação de serviços agregados que resultem na redução dos custos de energia para nossos clientes e a maximização da receita para nossos parceiros geradores.

Para tanto, dispomos de um corpo técnico qualificado e experiente, permanentemente dedicado a encontrar soluções criativas, seguras e eficazes.

Alguns dos nossos clientes

Logo 
Aguativa Logo 
AMAFIL Logo Araucária Logo 
Baterax Logo Castrolanda Logo Circuibrás Logo 
COCARI Logo 
Cruzeiro Logo Frango Granejeiro Logo Frigodasko Logo 
Frísia Logo Integrada Logo 
Júpiter Logo 
Lactec Logo Lar Logo LCA Logo Mocelim Logo MRBS Logo Pedreira Expressa Logo 
Pinduca Logo 
Praxair Logo Grupo Risotolândia Logo Sulamericana Logo 
Unipar

Produtos e Serviços

Copel Energia Eficiência e Solidez

Apoiada pelo elevado conhecimento do setor a Copel Energia verifica as melhores condições de migração para o mercado livre, tendo como premissa:

A nossa experiência mostra que o novo modelo estrutural preconizado pela Copel Energia busca a parceira nos resultados e maior eficiência e mais rentabilidade para o cliente.


Comercialização de Energia

  • Compra e venda de energia convencional e incentivada para consumidores, produtores e comercializadores, com várias opções contratuais:
  • Flexibilidades mensais;
  • Garantia de economia em relação à tarifa do mercado cativo;
  • Contratos de curto, médio e longo prazos;
  • Preços fixos ou atrelados ao PLD.
  • Swaps de energia entre submercados, períodos e modalidades;
  • Opções e operações estruturadas.

Serviços para Consumidores

  • Análise da viabilidade e suporte na migração para o mercado livre;
  • Suporte, adesão e representação junto à CCEE;
  • Suporte na adequação do sistema de medição de energia;
  • Suporte na celebração dos contratos de uso de demanda com a Distribuidora;
  • Validação da medição, contabilização e liquidação da CCEE para evitar sobrecustos e penalidades;
  • Monitoramento e controle do consumo, demanda e fator de potência;
  • Suporte para aporte das garantias financeiras na CCEE e para os contratos de energia;
  • Assessoria para a compra de energia;
  • Realização de leilões de compra de energia;
  • Relatórios gerenciais sobre a economia em relação ao mercado cativo.


Serviços para Geradores

  • Suporte à adesão e representação junto à CCEE;
  • Suporte na adequação do sistema de medição de energia;
  • Suporte na celebração dos contratos de uso de demanda com a Disitribuidora;
  • Validação da medição, contabilização e liquidação da CCEE para evitar sobrecustos e penalidades;
  • Monitoramento da energia gerada e do lastro de garantia física;
  • Suporte para aporte das garantias financeiras na CCEE;
  • Assessoria para a venda de energia no mercado livre ou no mercado regulado;
  • Realização de leilões de venda de energia;
  • Consultoria regulatória e comercial.

Leilões de Energia


Comunicado

A Copel Comercialização S.A. comunica que assinou, com o BBCE - Balcão Brasileiro de Comercialização de Energia S.A., o Termo de Adesão à Plataforma BBCE e, desse modo, a partir da publicação deste no Diário Oficial do Estado do Paraná, passará a comercializar energia naquele ambiente.

Política de Crédito para Comercializadoras

A Política da Copel Comercialização para a concessão de limites operacionais de compra e venda de energia com agentes do segmento de comercialização tem como principal critério a não concentração de operações, visando diluir o risco sistêmico de inadimplência do setor, sendo este o limite global admitido pela Companhia.

Além do Limite Global, são avaliados os indicadores financeiros das comercializadoras por meio da análise das demonstrações financeiras e com auxilio de técnicas estatísticas de regressão logística que demonstram a probabilidade individual de default. Esta probabilidade de default percentual correlacionada ao Patrimônio Líquido resulta no limite individual da comercializadora.

São considerados também os critérios redutores do limite individual, que são, a qualidade das demonstrações financeiras, a maturidade da comercializadora representada pelo tempo de operação no mercado, a pontualidade de pagamento das operações com a Copel COM e se for o caso o histórico de atraso destes pagamentos, bem como o monitoramento contínuo do mercado realizado pela CCEE.

Nos casos de inadimplência com a Copel COM ou nas situações de monitoramento da CCEE, o limite será reduzido a zero.

Preços Mercado Livre - Copel Energia S29

O preço PLD médio manteve-se estável no patamar máximo de R$ 505,18/MWh em todos os submercados para a terceira semana operativa do mês de Julho/18.

As vazões baixas em todo SIN mantiveram o valor do PLD em seu patamar máximo.

Nossa expectativa para o PLD médio mensal de Julho/2018 para o submercado Sudeste/Centro-Oeste é que fique em torno de R$ 502/MWh..

De acordo com nossas análises, nesta semana, para o produto de 2º sem/2018, o preço médio de comercialização para a energia convencional deve girar em torno de R$ 355/MWh e a energia incentivada em torno de R$ 378/MWh.

Copel Energia - (19.07.2018)


Níveis dos reservatórios pelo Brasil

Os reservatórios do Sul país registraram aumento de 0,1% em seus níveis em relação ao dia anterior, com o submercado apresentando 50,6% da capacidade, segundo dados do ONS relativos ao último domingo, 3 de junho. A energia armazenada foi para 10.161 MW mês e a ENA está em 21% da MLT. A hidrelétrica de Passo Fundo trabalha com 48,73% da capacidade. Na região Norte também houve crescimento de 0,1% e os reservatórios operam com 70,7%% do volume. A energia armazenada está em 10.633 MW mês e a energia afluente se encontra com 91% da MLT. A UHE Tucuruí funciona com capacidade 99,23%. Já o subsistema Sudeste/Centro-Oeste ficou com 42,3%, após recuo de 0,1% nos níveis. A energia armazenada registra 86.015 MW mês e a energia afluente segue com 76% da MLT. Furnas apresenta volume de 33,39%, e a usina Serra da Mesa registra 22,24%. A capacidade na região Nordeste também diminuiu em 0,1%, deixando os reservatórios com 39,5%. A energia armazenada consta em 20.460 MW mês no dia e a energia afluente aumentou para 39% da média de longo termo armazenável acumulada no mês. Sobradinho opera com 36,42% de sua capacidade.

Fonte: (Agência CanalEnergia - 04.06.2018)


Setor de serviços do Brasil tem contração em maio pela 1ª vez no ano, mostra PMI 

A demanda fraca, a inadimplência e condições difíceis de mercado levaram a atividade de serviços do Brasil a contrair em maio pela primeira vez neste ano, afetando o setor privado como um todo no segundo trimestre, mostrou a pesquisa Índice de Gerentes de Compras (PMI, na sigla em inglês) divulgada nesta terça-feira. O PMI de serviços do Brasil apurado pelo IHS Markit recuou a 49,5 em maio, abaixo da marca de 50 que separa crescimento de contração e na qual havia ficado em abril. Esse declínio, somado à desaceleração do crescimento da indústria, levou a uma contração da produção do setor privado, como mostrado pela queda do PMI Composto em maio a 49,7, de 50,6 em abril. No trimestre passado, o PIB do Brasil cresceu 0,4% sobre o período anterior, mas o movimento deve ter sido abalado nos meses seguidos pela greve dos caminhoneiros. Assim, as contas sobre o comportamento a economia deste ano estão sendo reduzidas para em torno de 2%, sobre cerca de 3% esperados até pouco tempo atrás, e há quem fique ainda mais abaixo. De acordo com o IHS Markit, o volume de produção diminuiu em 3 dos 5 subsetores de serviços monitorados, com o crescimento dos novos pedidos registrando o nível mais fraco desde janeiro devido às incertezas de mercado. (Reuters - 05.06.2018) 


IBGE: Produção industrial cresceu 0,8% em abril e 4,5% no ano

A produção da indústria brasileira surpreendeu positivamente em abril ao crescer 0,8% frente a março, feitos os ajustes sazonais, conforme a Pesquisa Industrial Mensal - Produção Física (PIM-PF), do IBGE. O desempenho recupera as perdas de março, quando o setor havia recuado 0,1%. A média das estimativas de 27 instituições financeiras e consultorias ouvidas pelo Valor Data apontava para um avanço de 0,4% em abril com intervalo de projeções de queda de 0,7% à alta de 1,3%. Na comparação com abril do ano anterior, a produção industrial aumentou 8,9%, a taxa mais acentuada desde abril de 2013. No acumulado do ano, a produção cresceu 4,5% frente aos quatro primeiros meses de 2017. Nos 12 meses encerrados em abril, houve alta de 3,9%. Entre as categorias econômicas, o destaque ficou com o crescimento de 2,8% da produção de bens duráveis no mês em abril. Na passagem de março para abril, a produção de bens de capital cresceu 1,4%. Bens intermediários avançaram 1% e bens semi e não duráveis tiveram expansão de 0,5%. No caso dos intermediários, outro destaque de influência positiva no mês, o desempenho foi puxado pela produção de açúcar, derivados da soja, pelo setor de bebidas, assim como produtos metalúrgicos. (Valor Econômico - 05.06.2018) .



EPE: Consumo de energia elétrica cresceu 3,5% em abril, num total de 40.606 GWh

O consumo de energia elétrica na rede totalizou 40.606 GWh em abril, representando acréscimo de 3,5% em relação ao mesmo mês de 2017. Todas as regiões do país assinalaram avanço na demanda de energia elétrica de abril, com exceção do Norte (-1,0%), influenciada pelo consumo industrial. Os progressos no consumo das demais regiões foram: +4,9% no Sudeste, +3,4% no Sul, +2,2% no Nordeste e +1,9% no Centro-Oeste. Enquanto o mercado cativo das distribuidoras subiu 1,2% em abril e teve redução de 3,9% em 12 meses, o consumo livre aumentou 8,8% no mês e 13,5% em 12 meses. (EPE - 30.05.2018)

Fale Conosco

Deseja uma solução para controlar e reduzir seus custos com a eletricidade? Entre em contato conosco. Ao atuar no Mercado Livre é importante contar com um parceiro que oriente e facilite a migração para este ambiente e a operação na Câmara de Comercialização de Energia Elétrica - CCEE. Seja consumidor, gerador, ou concessionária, confie na Copel Energia.

Endereço: Rua Coronel Dulcídio, 800 - Batel - CEP 80.420-170 - Curitiba - PR
Fone: (41) 3310-5800
Email: comercializacao@copel.com